MPE irá investigar denúncia de médico que estaria recebendo sem trabalhar

0 8

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu uma investigação, por meio de uma Noticia de Fato, contra o médico Itamar Benedito de Almeida, coordenador da Policlínica do bairro Planalto, em Cuiabá (MT). O órgão ministerial apura a possibilidade dele receber salários sem comparecer ao trabalho, na unidade de saúde.

O médico foi intimado pelo MPE e poderá apresentar recurso ao arquivamento em até 10 dias, com as suas argumentações. A investigação se dá após uma denúncia anônima, protocolada na Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa.

“Trata-se de notícia de fato instaurada a partir de representação anônima, noticiando que o médico Itamar Benedito de Almeida, Coordenador da Policlínica do Bairro Planalto na cidade de Cuiabá-MT, não comparece ao trabalho, porém recebe remuneração”, diz trecho da portaria.

A Policlínica tem sido alvo de várias reclamações de usuários do sistema de saúde do município que buscam o local. Em meados de novembro, a unidade chegou a ser fechada e teve o atendimento suspenso por conta dos alagamentos, ocasionados pelas fortes chuvas que atingiram a cidade na ocasião.

Em setembro, pacientes manifestaram aborrecimento com a demora no atendimento. Na ocasião, várias pessoas aguardavam na fila e segundo os usuários, os atendentes não tomavam nenhuma providência. Em 2017, médicos quase foram agredidos por falta de efetivo.

Outro lado

Procurada, a assessoria da prefeitura informou que o médico foi desligado.

A Secretaria Municipal de Saúde  de Cuiabá (SMS) informa que tomou providências imediatas tão logo teve ciência dos fatos. Inclusive, no dia 19 de outubro deste ano, respondeu ao Ministério Público do Estado sobre o assunto e, após apurado e constatado repetidas faltas, exonerou o servidor.

Fonte:HiperNotícias

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.