5 destinos imperdíveis para turismo no Mato Grosso

0 8

 

Se você pensa que já viu tudo o que o Brasil tem a oferecer em turismo, pense novamente: longe dos roteiros já batidos, ainda possível desbravar lugares intocados do país e aproveitar as férias com muito conforto e contato com a natureza. Preparamos um guia para você planejar sua próxima viagem, desfrutando do turismo no Mato Grosso, onde se pode ver desde as pinturas rupestres em Jaciara até as cachoeiras de extensa queda d’água em Vila Bela, passando pelo Rio Paraguai em Cáceres e apreciando a fauna amazônica de Alta Floresta.

E se você está preocupado com o clima local, não há motivo para pânico, pois a temperatura gira em torno de agradáveis 24 ºC ao longo do ano, nessas cidades. Leia nosso guia e prepare-se para fazer as malas!

1. Nobres

Para começar, a nossa viagem se inicia em Nobres, que está situado a 120 km da capital, Cuiabá. Inicialmente habitada por indígenas da etnia Bakairí, a cidade mantém uma estreita relação com a cultura, o artesanato e as belezas naturais.

Há desde sítios arqueológicos (com pinturas rupestres) a lagoas, como a Lagoa Azul (a 52 km do centro). O visitante também pode colocar no roteiro a Lagoa das Araras, o Balneário Dona Máxima, a Cachoeira Salto do Tucum e o Aquário Encantado.

2. Jaciara

Mato Grosso é rico em pinturas rupestres e em Jaciara não seria diferente. A cidade apresenta vestígios, como cavernas pintadas, que comprovam a existência de homens pré-históricos. Mas a história do lugar, que foi habitado por índios Bororós, não para por aí.

Jaciara está situada em um planalto e fica próxima a Cuiabá (144 km) e a outras regiões do Sul e Sudeste. Além dos sítios arqueológicos, a dica é conhecer as cachoeiras, como a Cachoeira da Fumaça (com queda d’água de 30 metros), a Cachoeira da Mulata e a Cachoeira dos Bambus, as águas termais e as trilhas.

3. Vila Bela

Para conhecer o Mato Grosso, Vila Bela (a 520 km de Cuiabá) é indispensável no roteiro do turista, pois foi a primeira capital do estado, ainda no período colonial. Além disso, a região possui os três principais ecossistemas locais, com amostras de cerrado, pantanal e mata amazônica!

 

Conheça as ruínas da Igreja Matriz, na praça central, cujas paredes de adobe foram inicialmente levantadas em 1793. E também não deixe de curtir a natureza ao longo do Rio Guaporé, no qual se avistam botos cor-de-rosa, e o Parque Estadual da Serra de Ricardo Franco, onde fica a cachoeira Jatobá, a maior do estado, com 218 metros.

4. Alta Floresta

Ao norte de Mato Grosso, a história de Alta Floresta está intimamente ligada à atividade seringueira na Amazônia e ao garimpo, principalmente após a década de 1980, quando a região chegou a ter mais de 100 mil habitantes. Com 49 mil moradores (Censo 2010), o município tem muito a oferecer quando o assunto é beleza natural.

A cidade é ideal para quem gosta de avistar aves, pois das 1,6 mil espécies brasileiras, cerca de 600 delas estão em Alta Floresta. Não deixe de visitar o Parque Estadual Cristalino, área de conservação da floresta amazônica, o Recanto das Orquídeas Apolônia Grade e o Rio Azul.

5. Cáceres

A viagem de turismo no Mato Grosso não poderia deixar passar Cáceres, cortada por rios na horizontal e por cachoeiras na vertical. Você pode conhecer na cidade mato-grossense a Dolina da Água Milagrosa (cuja cor da água varia entre o azul e o verde), a Cachoeira Piraputanga (com três quedas d’água e mergulho liberado) e o Rio Paraguai. Você vai se deliciar!

Ficou com vontade de explorar as belezas naturais e de conhecer o turismo no Mato Grosso? Então assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas dicas!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.